E afinal o que é a piracema?

19/12/2013 12:07
Nessa época de calor e dias mais longos, um dos passatempos preferidos de muitos é a pescaria, uma atividade permitida se estiver de acordo com a legislação. Nos meses de novembro a fevereiro passamos pelo período da piracema, afinal o que é a piracema? 
Para todos entenderem esse processo vou explicar o que acontece, a piracema é o movimento dos cardumes, que nadam rio acima, contra a correnteza, para realizar a desova no período de reprodução. 
O significado da palavra piracema vem do tupi e significa "saída de peixes". Na maioria das cidades Brasileiras, a piracema coincide com o período de chuvas de verão, pois nessa época a temperatura da água esquenta e o nível, dos rios sobem em até cinco metros, devido a grande quantidade de chuvas, chegado então o momento dos peixes vencerem a correnteza para se reproduzirem. 
Os recém-nascidos procuram a cabeceira dos rios para terem mais chance de sobrevivência. O ponto de partida dos peixes é o chamado lar de alimentação, onde eles encontram comida necessária para sobreviver na maior parte do ano. Esse processo de nadar contra a corrente é essencial para a reprodução, pois os peixes queimam gordura e estimulam a produção de hormônios responsáveis pelo amadurecimento dos órgãos sexuais. 
A duração dessa viagem varia bastante de acordo com a espécie, podendo chegar até a 600 km, mas esta jornada é bastante perigosa poisalém de cachoeiras eles têm que superar os predadores, os obstáculos naturais e a pesca predatória. Pois é não somos os únicos a ter que vencer obstáculos. Eles viram presas fáceis por subirem o rio em cardumes. 
Por esses motivos uma solução encontrada foi a de proibir a pesca na época de migração e da reprodução ou seja no período de Piracema, a cada ano o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA) publica uma portaria estabelecendo quais as espécies que não podem ser pescadas nesse período. Aproveitando o contexto vou explicar para vocês um pouquinho de como funciona a reprodução dos peixes: como já falei anteriormente, no período das chuvas os cardumes iniciam sua subida para a desova, nesse trajeto, os testículos dos machos aumentam de tamanho, ficam repleto de sêmen e esbranquiçados. 
Nas fêmeas, o aspecto amarelado das ovas indica a presença de vitelo, rica presença de alimento nos óvulos que sustentará os futuros peixinhos. Quando chega a hora da fecundação a fêmea lança todo seu conjunto de óvulos no fundo do rio, o número varia bastante, em seguida os machos despejam sucessivos jatos de sêmen sobre os óvulos, originando os ovos fertilizados. Terminado o processo de fecundação, os peixes iniciam o caminho de volta. 
Os ovos são hidratados pela água, aumentam três vezes de tamanho e são carregados pela correnteza. A maioria não resiste e se torna alimento de peixes carnívoros, somente os que alcançam as águas calmas é que conseguem sobreviver, restando apenas 1% do total. Podemos ver o quanto é importante e necessário respeitarmos o período da piracema, disso depende a sobrevivência das espécies. Não custa nada fazermos a nossa parte. 
 

Newsletter

Receba nossas notícias. Cadastre seu email e fique por dentro das novidades.

Contato

Nosso Jornal Av. Getúlio Vargas, 1259
Top Shopping - Sala 8 - Centro
Hulha Negra - RS
96460-000
53 3249 1299
watts 53 99935 4089
contato@njsite.com.br